Este site utiliza cookies para identificar a sua visita. Não armazenamos nenhuma informação pessoal. Mais informações sobre a nossa política de cookies

Continuar

SUZUKI FINALIZA PRODUÇÃO DA HAYABUSA 1300

Suzuki SUZUKI FINALIZA PRODUÇÃO DA HAYABUSA 1300

A Suzuki Motor Corporation anunciou o final da produção da icónica Hayabusa 1300.

Lendária, a Hayabusa estabeleceu um padrão na indústria e o seu nome passou a ser um sinónimo de respeito e admiração por parte dos seus fieis seguidores, mas também de uma concorrência que se habituou a olhar para este modelo como uma afirmação tecnológica e de estilo, reflectindo a capacidade técnica e a experiência do construtor de Hamamatsu no desenvolvimento de modelos de elevadas prestações.
A Suzuki Motor Corporation anunciou o final da produção da icónica Hayabusa 1300, a moto que redefiniu o conceito de hiperdesportiva e apaixonou motociclistas um pouco por todo o mundo desde que a primeira versão viu a luz do dia, em 1999.



Desde o lançamento da primeira versão, a Suzuki Hayabusa reservou um lugar de destaque no panorama do motociclismo mundial, graças a uma silhueta única e esculpida em túnel de vento, ao elevado nível dos acabamentos e rigor de construção, mas acima de tudo fruto das qualidades de um motor que viria a posicionar-se como um símbolo de fiabilidade, elevadas prestações e resposta linear.

Estas características mantiveram-se na segunda versão, lançada em 2007, mas reforçadas graças ao aumento de capacidade do motor de quatro cilindros em linha (de 1.299 para 1.340cc), à melhoria da aerodinâmica e à inclusão de novos sistemas de gestão electrónica do motor, incluindo a mais avançada injecção de combustível até então utilizada pela Suzuki numa moto de produção e a estreia do sistema S-DMS que permite escolher entre um dos três modos de potência à disposição do piloto. Na parte ciclística, quadro, suspensões e travões também foram melhorados, e mais tarde foi introduzido o sistema ABS.

Agora, passada novamente quase uma década desde a primeira grande renovação do modelo, a Suzuki decide terminar a produção de uma das suas motos mais emblemáticas, deixando para trás uma história repleta de sucessos e a certeza de que o mercado das duas rodas foi claramente marcado por um nome que ultrapassou em muito as fronteiras do motociclismo, posicionando-se como uma referência junto de estrelas do mundo do espectáculo e desportistas, assim como de alguns fabricantes de automóveis de nicho que recorreram ao fiável e poderoso bloco de quatro cilindros em linha para desenvolver modelos capazes de ombrear com alguns dos desportivos de referência.

As últimas unidades da Suzuki Hayabusa 1300 já estão disponíveis na rede de concessionários oficiais Suzuki no território nacional e atendendo ao facto de se tratarem de quantidades limitadas, não será difícil imaginar que a oportunidade de comprar um destes derradeiros exemplares se irá esgotar rapidamente.